educação financeira educação financeira

Qual a importância da educação financeira e por onde começar?

6 minutos para ler

O Brasil ainda deixa muito a desejar quando o assunto é educação financeira. Para que tenha uma ideia, o país ficou na 27º posição no ranking de 30 países avaliados sobre o nível de conhecimento em conceitos financeiros básicos e comportamento com o dinheiro.

Ter educação e organização com os seus ganhos e gastos não é somente sobre poupar, mas também sobre usar os seus recursos de maneira pensada. A importância disso se dá em diferentes ângulos, como juntar dinheiro para realizar os seus objetivos, sair das dívidas e não precisar passar por elas mais, por exemplo.

No entanto, é muito comum que as pessoas fiquem perdidas no começo e não saibam por onde começar. Se esse é o se caso, confira os primeiros passos para entender como cuidar das suas finanças.

Desenvolva um planejamento financeiro pessoal

Planejamento financeiro é o controle do todo o dinheiro que entra e sai mensalmente. Esse deve ser o seu primeiro passo para começar a controlar as suas contas e iniciar a sua educação financeira. Por meio deste plano terá organização suficiente para começar a poupar e fazer investimentos para aumentar os seus rendimentos.

Antes de qualquer coisa, você precisa entender como as suas finanças funcionam, pois precisará registrar as suas fontes de renda, os valores que recebe todos os meses, soma de todos os gastos, fonte dos gastos e dívidas que estão em aberto.

Registre os gastos com água, luz, aluguel, despesas com o veículo da família, contas médicas e de farmácia, supermercado e demais valores que revelem para onde vai o seu dinheiro. Depois, coloque todas as suas fontes de renda e faça um comparativo entre ganhos e gastos.

Após isso, é o momento de estipular os seus objetivos. Eles devem ser claros e realistas, sendo que de nada adiantará querer juntar valores muito abaixo ou muito acima das suas condições. Por exemplo, não é viável uma pessoa que recebe R$2 mil por mês, querer juntar R$200 mil em um ano, certo?

Para isso, você tem duas alternativas: poupar uma porcentagem mensal dos seus ganhos ou fazer aplicações financeiras. Essa segunda alternativa é a melhor opção para fazer o seu dinheiro render sem ter trabalho, pois existem ótimos investimentos para iniciantes e com valores iniciais baixos, como o Tesouro Direto que tem títulos a R$30 reais.

Tenha controle dos seus gastos

Ao contrário do que muitos pensam, não são somente os grandes gastos e valores que podem comprometer as suas finanças. Aquelas despesas pequenas, mas recorrentes, também podem ultrapassar o salário se não forem controlados.

Para ter educação financeira é preciso ter organização e controle. Então, é necessário que administre e contenha os seus gastos. Para começar, comece anotando tudo o que você compra, por mais simples e barato que tenha sido, pois no final do mês poderá avaliar as suas contas.

Além disso, é de extrema importância sempre ter os seus objetivos em mente, para que tenha motivação de abrir mão de gastos supérfluos. Por exemplo, você realmente precisa trocar de celular todos os anos? Precisa usar roupas de marca que ultrapassam valores saudáveis para o seu orçamento?

Tenha um caderno ou planilha para registrar tudo o que sai e sempre compare preços antes de comprar, pois isso pode render descontos e comprar mais baratas.

Busque livros que ampliem os seus conhecimentos

A educação financeira, assim como qualquer outro tipo de aprendizado, requer pesquisas e busca de conhecimentos. Uma dica que ajuda muito é ter livros e materiais sobre o assunto, pois deles poderá tirar ensinamentos práticas para cuidar do seu dinheiro.

Para isso, procure por revistas, sites especializados no assunto, redes sociais que abordam o controle financeiro e, principalmente, livros. Alguns títulos famosos são:

  • Pai Rico, Pai Pobre — Robert T. Kiyosaki e Sharon Lechter;
  • Adeus, Aposentadoria — Brad e Ted Klontz;
  • Seu Futuro Financeiro — Louis Frankenberg;
  • Saiba Mais Para Gastar Menos — Elaine Toledo;
  • Como Ganhar Mais Com o Seu Dinheiro — Mauro Halfeld.

Acabe com as suas dívidas

Se você tem dívidas em aberto com bancos ou lojas, acabar com elas deve ser o seu primeiro objetivo. Afinal, elas comprometerão os seus gastos e são um obstáculo se deseja poupar ou investir.

Primeiro passo é conhecer os seus débitos. Então, coloque na ponta do lápis de onde vem a dívida, o valor total em aberto e das parcelas que devem ser pagas mensalmente. Depois, antes de começar a quitar, entre em contato com o credor e tente uma negociação, já que muitas vezes as empresas e bancos oferecem reduções dos juros ou condições favoráveis para o pagamento.

Planeje os seus gastos

Além de economizar, prever e planejar os seus gastos e as suas compras ajuda muito na sua organização e, consequentemente, na sua educação financeira. No início do ano, por exemplo, as despesas já são conhecidas, então pode preparar o seu planejamento para elas, como IPTU, IPVA, matrícula das escolas, compra de material escolar e seguro do carro.

Uma dica é fazer a soma daquelas que já sabe o valor e estipular a quantia que poderá ser gasta no material escolar e outras despesas. Assim, você saberá o valor que precisa poupar e desembolsar sem comprometer e ficar no vermelho.

No entanto, o lazer também é necessário, pois o nosso corpo e a mente precisam de descanso, afinal, ninguém vive somente para trabalhar e pagar contas, não é mesmo? Sendo assim, planeje também as suas férias, busque por pacotes promocionais de viagens com antecedência, peça descontos sempre que puder e reserve uma quantia para passeios, como cinema ou parque com os filhos.

A educação financeira não é sobre se tornar um controlador que não aproveita a vida, mas sim sobre usar o dinheiro com sabedoria, controle, planejamento e, principalmente, fazê-lo render. Com o tempo, verá que a sua organização se torna parte da rotina e que você terá recursos para conquistar os seus sonhos, ter qualidade de vida e fazer tudo o que deseja sem passar aperto.

Falando sobre organizar as suas contas e ganhos, aproveite para conferir o nosso artigo com os primeiros passos para alcançar a organização financeira para sobrar dinheiro no fim do mês!

Posts relacionados

Deixe uma resposta