estilos de decoração

Estilos de decoração: como escolher o melhor para você e sua família?

Quando compramos um imóvel ou estamos no processo de escolha do lugar onde queremos passar os próximos anos de nossas vidas, uma das etapas mais gratificantes é a pesquisa dos móveis e objetos que vão compor a decoração dos ambientes. 

Essa é uma decisão que requer bastante planejamento, para que se consiga aliar o melhor custo-benefício aos desejos e necessidades de todos. Por isso, é fundamental conhecer os principais estilos de decoração e escolher aquele que mais combine com você e sua família.

Para esse trabalho, um bom começo é a contratação de um profissional para ajudar você a desenvolver um projeto realmente harmônico. Não pense que esse é um gasto a mais: o decorador ou designer de interiores pode apresentar a você fornecedores com custos melhores, além de entender como otimizar os móveis nos espaços.

É o que vamos mostrar neste artigo. Saiba o que fazer para optar entre os estilos de decoração para o seu imóvel. Além disso, conheça as principais tendências desse mercado para ajudar nas suas decisões.

Escolha um estilo que seja a sua cara

Seguir tendências, pesquisar nos showrooms das lojas de decoração, visitar apartamento decorado e folhear revistas especializadas: tudo isso é importante para ajudar você a pensar em como vai compor os ambientes da sua casa. Mas é fundamental entender que elas devem servir apenas como inspiração, ou seja, tudo deve ser adaptado ao seu gosto, ao tamanho dos seus cômodos e às necessidades do seu dia a dia.

Afinal, há muitos ambientes que ficam lindos nas fotos, mas podem não ser funcionais em nossa rotina. Por isso, veja o que você pode fazer antes de escolher entre os diversos estilos de decoração que vai encontrar em suas pesquisas e opte por um projeto que ajude a valorizar seu imóvel.

Estabeleça previamente aquilo de que gosta

Esse é o primeiro passo para que você consiga tomar as rédeas da decoração do seu novo lar. Se você não gosta de cores muito fortes ou chamativas, não adiantará insistir nelas, mesmo que estejam na moda. Acredite: você pode até achar que ficou moderno no primeiro momento, mas poderá se arrepender no médio prazo.

Entenda bem as suas necessidades e as suas reais possibilidades

Dependendo do tamanho do seu imóvel e do uso dos cômodos no dia a dia, será bem importante escolher móveis que, além de bonitos ou estilosos, sejam funcionais. O que isso significa? Que pode ser uma boa ideia apostar nos projetos planejados e exclusivos para os ambientes da sua casa, pois facilitarão o seu dia a dia.

Também é importante que você tenha todas as medidas do seu imóvel para conseguir delimitar o que caberá nos ambientes, escolhendo os móveis nos tamanhos ideais para que haja conforto e bom espaço para circulação.

Procure ajuda especializada

Como mencionamos, a contratação de um designer de interiores ou decorador não pode ser considerada um gasto extra. Além de esses profissionais estarem preparados para entender quais estilos de decoração serão os mais adequados para o seu imóvel, também podem encontrar fornecedores que oferecem melhor custo-benefício. Ou seja, as chances de economizar ou otimizar o investimento no projeto serão maiores.

Conheça melhor os estilos

Outra dica é que você entenda, ao menos um pouco, sobre cada estilo de decoração. Assim, poderá conversar de forma mais aberta com o profissional que fará o projeto e ter mais autonomia para dar opiniões e fazer as melhores escolhas. 

Outra vantagem é que você poderá descobrir como fazer uma boa mistura entre eles, de forma harmônica e que atenda ao seu gosto pessoal. Para ajudar nisso, no próximo tópico, trouxemos informações sobre os principais.

Descubra os principais estilos de decoração

Conhecer os estilos que estão na moda fará com que você consiga tomar a melhor decisão na busca por algo que se encaixe para toda a sua família. Veja as principais tendências de mercado abaixo.

Retrô ou vintage

Se você gosta de um clima mais nostálgico, que remeta às décadas de 50 a 70, talvez essa seja uma boa opção para o seu apartamento. Aqui, as cores mais fortes fazem parte desse estilo, assim como móveis mais arredondados. Se achar que pode ficar muito carregado, você pode escolher uma decoração mais neutra e apostar nos objetos e enfeites de época.

Contemporâneo ou moderno

Muita gente confunde esses dois estilos de decoração. No moderno, a ideia é apostar em tecnologia e materiais como fibra de vidro ou aço escovado, além de certo ar de futurismo e formas geométricas. As cores das paredes são mais claras e neutras.

Já o contemporâneo pode ousar um pouco mais nas cores, adicionando, também, texturas diferentes para compor os ambientes. As linhas retas estão presentes na mobília, mas sempre dando prioridade ao conforto dos moradores.

Minimalista

Nesse caso, tudo é “menos”: cores, objetos e móveis. Esse estilo de decoração dá mais valor ao espaço do que à mobília e outros itens. A aposta é na iluminação natural, na leveza e na qualidade.

Escandinavo

Esse estilo de decoração, muitas vezes, pode ser confundido com o minimalista, pois sugere a simplicidade que os habitantes de países nórdicos costumam apresentar em suas casas. A diferença é que há uma valorização da arte, com o uso de ao menos um objeto (pode ser um quadro ou uma escultura) que terá destaque no ambiente.

Além disso, há uma predominância de cores que remetam a elementos naturais, como azul, terra e verde. Os materiais mais usados são a madeira e o alumínio esmaltado.

Rústico

Aqui, a ambientação é inspirada nas antigas casas do interior, com uso de tijolos aparentes, madeira mais natural e, até mesmo, lajota. Nos tecidos, é possível optar pela lã, pela padronagem xadrez ou pelo patchwork. As cores são mais escuras, como terra, marrom, verde e vermelho ou vinho.

Clássico

Por fim, o estilo clássico carrega consigo um ar de sofisticação e sobriedade. A ideia é utilizar cores sóbrias, materiais tradicionais, que podem ser adquiridos em antiquários, por exemplo. Os móveis devem priorizar o conforto e podem, até mesmo, ser herdados da família, com uma repaginada.

Viu como há diversos estilos de decoração que podem se encaixar perfeitamente no projeto do seu imóvel? É só seguir os seus gostos pessoais e pensar bem em como eles vão se adequar ao seu dia a dia, para que os ambientes fiquem aconchegantes, charmosos e funcionais.

O que achou? Entendeu a importância de buscar ajuda profissional para essa tarefa? Então, leia nosso post com as 6 melhores dicas para contratar o decorador para seu apartamento!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se e receba as novidades do nosso blog por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

0 Comentários

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.