valorização do imóvel valorização do imóvel

Quais fatores afetam a valorização do imóvel?

6 minutos para ler

Os produtos que você compra em um supermercado, por exemplo, são influenciados por diversos fatores, como a marca, a disponibilidade e os ingredientes utilizados, não é? O mesmo acontece com a valorização do imóvel.

Diversos elementos de uma residência e outros aspectos inerentes a ela, como o cenário e as políticas econômicas, impactam o preço final que chega ao comprador ou investidor. Conhecer esse funcionamento de preço e valor é fundamental para que você consiga fazer um bom negócio.

Pensando nisso e nas dúvidas mais frequentes sobre o assunto, entenda quais são as características e acontecimentos que regem a quantia que você pagará em um imóvel.

Cenário do mercado imobiliário no Brasil

Em razão da lei de oferta e procura, as tendências, previsões e acontecimentos do mercado imobiliário também impactam o valor de um imóvel. De modo geral, quanto mais pessoas interessadas em um determinado apartamento ou bairro, maiores serão os preços.

Tais oscilações acontecem em resultado da inflação, economia defasada e até mesmo por influência de políticas nacionais e internacionais. Não é novidade que os últimos anos foram economicamente conturbados para o Brasil, e isso refletiu de maneira irreversível e muito prejudicial no setor imobiliário.

Além do desemprego que inviabilizou a compra e afetou a valorização dos imóveis, os investidores que tinham fundos imobiliários percebiam os reajustes negativos e optavam por resgatar o dinheiro e não aplicar mais.

No entanto, desde o início de 2018, houve gradativa melhora na conjuntura econômica, fator esse que levou os investidores a buscarem por imóveis e as pessoas a comprarem casas e apartamentos.

Desde então, as previsões e tendências são de crescimento e segurança tanto para quem investe quanto para quem compra. Além da recuperação da economia, ainda que a passos lentos, a retomada do setor de imóveis também se deve aos resultados favoráveis da construção civil.

Outro fator que aqueceu esse mercado foram as quedas nas taxas de juros dos bancos, tanto para empresas quanto para famílias, o que facilitou o financiamento de imóveis novos ou usados.

A diferença entre preço e valor

Apesar de serem tratados como sinônimos, preço e valor são conceitos distintos. O preço, que é o elemento mais importante nas negociações de imóveis, é a quantia que se paga. Por isso, ele é influenciado pelo cenário econômico e um imóvel pode custar mais do que o seu valor real.

Já o valor e a valorização do imóvel estão voltados para as características da casa ou apartamento. Por exemplo, um apartamento pode valer R$400 mil, mas isso não significa que será o preço que pagará nele, pois é preciso considerar se ele é novo, usado, a localização e outras condições.

A valorização do imóvel

valorização imóvel

Se o preço e o valor são diferentes e variam, o que influencia na quantia que você pagará na sua residência? A seguir, conheça os impactos que afetam a valorização do imóvel.

A infraestrutura se diz respeito ao estado e às características físicas do imóvel. Residências maiores, novas, com maior quantidade de vagas de garagem, suítes, mais de um banheiro, maior número de quartos, coberturas ou varandas tendem a valorizar e valer mais do que imóveis menores.

Outro aspecto que influencia nesse quesito é a possibilidade ou não de fazer reformas, principalmente se tratando de espaços usados. Por mais que um imóvel seja bem estruturado, os compradores geralmente desejam personalizar e deixar do próprio gosto, então isso também pode ser um ponto a favor.

Já os imóveis usados tendem a ser mais complexos na precificação, já que as instalações elétricas, canalizações e demais aspectos precisam ser revisados para não apresentarem vazamentos, goteiras, infiltrações, mofo e até curto-circuito. Portanto, também são ações que refletem no preço e na desvalorização da uma residência.

Localização

Ao iniciar a buscar por um novo lar, é comum que os compradores comecem pesquisando sobre os imóveis disponíveis em determinados bairros. Morar próximo ao trabalho e de centros comerciais parece maravilho, certo? Mas isso tem um preço.

Um dos fatores que mais determina a valorização do imóvel é a localização e a reputação da região onde ele está. Isso acontece por dois motivos: a segurança e a acessibilidade.

A qualidade de vida, a segurança de toda a família e sentimento de tranquilidade fazem com os compradores passem longe de bairros conhecidos por serem perigosos pela criminalidade. Então, localidades com baixos índices de roubos e arrombamentos, por exemplo, e condomínios com monitoramento 24 horas tendem a ser mais valorizados e mais caros.

Além disso, as pessoas preferem imóveis com fácil acesso a boas condições de transporte público, supermercados, hospitais, escolas, shoppings e farmácias.

Acabamento

Diferentemente do que algumas pessoas acreditam, a qualidade e estilo do acabamento não são meros aspectos decorativos. Materiais de primeira linha, ou ditos nobres, podem evitar problemas estruturais que podem significar um grande custo, pois entram na lista de manutenção.

Então, a importância do acabamento também está na valorização do imóvel por influenciar a durabilidade dos produtos, como os revestimentos, materiais de banheiro e marcenaria.

Confiabilidade da construtora

A reputação da construtora que você escolhe também faz total diferença na valorização do imóvel e no preço que você pagará. Isso acontece porque a seriedade, o histórico, a qualidade no atendimento, o suporte oferecido e as documentações em dia fazem com que essa empresa seja mais buscada e valorizada. Ao contrário de construtoras que não têm boas histórias.

Portanto, busque por construtoras com boa credibilidade no mercado. Isso é possível, por exemplo, por meio de pesquisas de informações na internet e opiniões de outros clientes. Verifique se todas as licenças estão em dia, o tempo de mercado e, principalmente, os empreendimentos já entregues.

Muitas vezes, o barato pode sair caro. Então, procure avaliação em relação à valorização do imóvel como um todo, e não somente aos fatores que regem o seu preço. Para isso, é necessário que se opte por construtoras de confiança e que possam apresentar empreendimentos de qualidade e seguros para a sua família.

Ainda não conheça uma construtora de confiança? Entre em contato conosco e conheça os empreendimentos da União, que está no mercado desde 1983!

Posts relacionados

Deixe uma resposta